quarta-feira, 12 de dezembro de 2018

DIA INTERNACIONAL DOS DIREITOS HUMANOS

DIREITOS HUMANOS – Hoje?
No âmbito das atividades desenvolvidas na disciplina de Cidadania e Desenvolvimento nas turmas A e B de 7º ano e em trabalho colaborativo com a equipa da Biblioteca Escolar, construiu-se um mural sobre esta temática. Convida-se a comunidade escolar para a sua visita na BE.






sábado, 1 de dezembro de 2018

GRUPO PEQUENOS GRANDES ESCRITORES

Dando continuidade ao trabalho já desenvolvido no ano letivo anterior, apresentamos o primeiro resultado das Oficinas de Escrita com um grupo de crianças integradas na Educação Inclusiva. 
A partir de um conjunto de cartas com um verso de autor cada, redigiu-se o poema. Selecionaram-se cinco cartas que serviram de mote para a redação e foram sendo integradas ao longo da produção.
O poema será futuramente apresentado numa versão áudio.


O SONHO 
Num livro velho topei com uma palavra escrita (E. Standeler) 
Uma palavra começada por A: amor. 
Logo depois outras: amizade, alegria ... 
comecei a sonhar ... 
O meu sonho transformou-se em tinta (Jean Cocteau) 
As árvores pintaram-se de verde, 
As flores pintaram-se de vermelho, roxo e rosa. 
No interior da flor (P. Barra e Valenzuela) 
Vi muito amor. 
O sol pintou-se de amarelo,
O céu pintou-se de azul, 
As nuvens pintaram-se de cinza e branco.

As frutas pintaram-se de laranja, vermelho, castanho e preto.
Veio o arco-íris e levou algumas cores.
O nevoeiro verde é uma torre (Carlos M. Araújo) 
Uma torre que vejo melhor quando atravesso o nevoeiro. 
Quando lá chego, subo e exploro. 
Olho ao fundo e vejo a minha terra. 
O meu coração é terra. (tradicional português) 

autor: Pequenos Grandes Escritores 





QUERO UMA MAMÃ-ROBOT

No âmbito do Projeto Etwinning Robótica no Pré-Escolar, a história de Davide Cali "Quero uma Mamã-Robot" foi às salas do Jardim de Infância do Agrupamento (JI Vila do Carvalho, JI Penedos Altos e JI Cantar Galo). Irá ainda ao JI do Canhoso.
Um menino sente a falta da mãe que trabalha muito tempo fora de casa. Então, decide fazer uma mãe-robô que tudo fará por ele: os trabalhos de casa, as tarefas da casa, os cozinhados preferidos ... e sobretudo companhia. Mas não dá beijinhos nem abraços, não é quentinha nem macia. As crianças perceberam que uma boa mãe nem sempre faz o que eles querem mas o que acredita ser melhor para elas.
Com a história e a música "Robô, a Viagem do MULTI" exploraram-se as diferenças entre o ser-humano e o robô.
As crianças irão fazer umas máscaras robô. Aguardemos os resultados.